Headlines
Published On:sexta-feira, 29 de junho de 2012
Postado Por José Silva

Acusado de terrorismo contra igrejas é condenado, na Indonésia

Umar Patek, foi condenado na última quinta-feira,(21), ao ser considerado culpado de seis acusações, incluindo assassinato, fabricação de bombas e terrorismo.

Ele foi acusado de coordenar diversos ataques a igrejas, em Jacarta, na véspera de Natal do ano 2000, como parte de um grande ataque a 25 igrejas de onze cidades, por militantes do grupo islâmico, Jemaah Islamiyah. Na época, 19 pessoas, a maioria cristãos, foram mortos.
Patek também foi condenado por fabricar explosivos que foram usados nos atentados de Bali, em 2002, nos quais 202 pessoas morreram, a maioria estrangeiros.
Os cristãos na Indonésia sofreram impiedosos ataques, de grupos radicais islâmicos, entre 1999 e 2002, nos quais mais de 6.000 pessoas morreram.
Patek era um dos terroristas mais procurados da Indonésia, passou quase uma década fugindo da polícia, antes de ser descoberto na cidade paquistanesa de Abbottabad, vários meses antes de Osama Bin Laden ser morto na mesma cidade.
Ele era o último acusado, dos atentados de Bali, que esperava julgamento. Uns foram executados, mortos em batidas policiais, outros estão cumprindo prisão perpétua.
A promotoria pediu ao tribunal pena de morte para Patek, mas foi-lhe dada uma sentença mais branda, por ele ter cooperado com a polícia, e também por ter feito um pedido público de desculpas às famílias das vítimas, aos cristãos e ao governo.

Fonte: Barnas Fund
  

Postado Por José Silva sexta-feira, junho 29, 2012. em . Faça um comentário, que ficaremos felizes! .

0 comentários for "Acusado de terrorismo contra igrejas é condenado, na Indonésia"

Leave a reply

Obrigado pelo comentário!
Que Deus lhe abençõe!

Gostou! Curta-nos