Headlines

A Tristeza segundo o mundo e a Tristeza segundo Deus

Posted by José Silva | domingo, 5 de março de 2017 | Posted in ,


Resultado de imagem para A Tristeza segundo o mundo e a Tristeza segundo Deus
A tristeza segundo Deus produz um arrependimento que leva à salvação e não remorso, mas a tristeza segundo o mundo produz morte. 2º Coríntios 7:9
Pedro já havia sido avisado, mas ele não acreditou. Pensou que fosse um herói, que salvaria seu mestre ou até mesmo que morreria junto com ele, se isso fosse preciso (Lucas 22.31-34), mas isso não aconteceu, ele estava enganado e o seu engano logo se tornou público, ele não aguentou a pressão – Pedro negou Jesus.Então Pedro se lembrou da palavra que Jesus tinha dito: “Antes que o galo cante, você me negará três vezes”. E, saindo dali, chorou amargamente. (Mateus 26.75)
Esse poderia ter sido o fim da história de Pedro e talvez nunca mais ouviríamos falar dele, mas sabemos que isso não aconteceu. Pedro foi restaurado, mas antes de ser restaurado ele foi moído, humilhado por sua própria jactância e pecado. Pedro caiu em si, olhou para a sua própria arrogância e caiu em prantos, profundamente envergonhado e entristecido, uma “tristeza segundo Deus”, Pedro “chorou amargamente”.
Judas também se entristeceu e reconheceu o seu pecado, pois ele disse: “pequei, pois traí sangue inocente”, porém não se arrependeu. Judas não suportou o peso do seu próprio pecado e tentou fazer reparação por si só ao devolver a moedas, pensava que com isso encontraria paz, como não encontrou ele se enforcou, e isso não findou os seus problemas, mas apenas perpetuou por toda a eternidade – tormento sem fim. Judas sentiu a tristeza do mundo, aquela que apenas se ressente por causa da punição que advém do erro, e não aquela que se entristece por ofender a santidade de Deus.
Os dois, Pedro e Judas, reconheceram que tinham cometido um grande pecado, Pedro negou Jesus, Judas traiu Jesus, ambos ficaram profundamente tristes por conta do erro cometido, um buscou reparação por si só, o outro buscou perdão, um teve um tristeza segundo o mundo que produz apenas remorso e gera condenação, o outro teve uma tristeza segundo Deus que produz arrependimento verdadeiro que leva a salvação.
Duas pessoas diferentes, dois pecados distintos, duas atitudes parecidas, mas não semelhantes, duas tristezas, mas quanta diferença. Pedro e Judas, ambos reconhecem o próprio pecado, um se arrepende, o outro sente um remorso.
Quando Judas, que o havia traído, viu que Jesus fora condenado, foi tomado de remorso e devolveu aos chefes dos sacerdotes e aos líderes religiosos as trinta moedas de prata. E disse: “Pequei, pois traí sangue inocente”. E eles retrucaram: “Que nos importa? A responsabilidade é sua”. Então Judas jogou o dinheiro dentro do templo, saindo, foi e enforcou se. (Mateus 27.3-5)
Aqui temos o exemplo de dois tipos de tristeza, o falso arrependimento, que podemos chamar de remorso e leva a condenação eterna, e do verdadeiro arrependimento que leva a vida eterna. Ambos reconhecem o pecado contra Deus. Você reconhece o seu pecado contra Deus? Ambos se entristecem por conta do seu pecado, você se entristece por conta do seu pecado? Ambos tem atitudes diferentes em relação ao ofendido. Judas nem sequer busca Jesus para confessar o seu pecado, se tivesse feito isso teria sido perdoado e restaurado, mas ele procurou os seus próprios meios para solucionar um problema que só Deus poderia fazer. Pedro busca Jesus, busca o seu perdão e consequentemente é restaurado e torna-se um dos líderes da Igreja de Jerusalém. A sua atitude assemelhasse mais com a de Judas ou com a de Pedro? Você buscar fazer “coisas” para reparar o seu pecado? Ou busca o perdão de Deus, como Pedro?
São duas atitudes completamente diferentes, mas que terão consequências eternas, durante toda a sua existência, não só nesta era, mas também na era que há de vir, no pós tumulo.
A história de Pedro e Judas ilustra a importância de conhecermos o que é o verdadeiro arrependimento conforme a Bíblia ensina, para não incorrermos no erro de Judas e sofrer a consequência eternamente.
O arrependimento conforme a Bíblia ensina é de importância vital para a nossa salvação, por isso esse espaço também será dedicado para entendermos o que a Bíblia ensina sobre o arrependimento e para vermos exemplos na Bíblia e na história da Igreja Cristã de homens e mulheres que, de fato, arrependeram-se verdadeiramente e demonstraram isso através dos frutos que a Bíblia ensina.

Publicado em Arrependimento por Victor Davi. Marque Link Permanente.

O mendigo e o príncipe

Posted by José Silva | domingo, 20 de março de 2016 | Posted in



Conta uma velha lenda que certo mendigo encontrou-se com um príncipe, que vinha cavalgando com sua comitiva pela estrada.

Humildemente, o mendigo solicitou-lhe uma esmola, mas o
príncipe falou com ele:

- Eu sou o príncipe. Futuro rei deste reino. Você é quem
deveria dar-me alguma coisa. Você é quem deveria presentear-me. O que você tem
nesta sacola?

- Teu servo não tem nada, meu senhor. Tenho aqui comigo apenas 5 pães velhos
que ganhei de uma boa senhora, na última vila por onde passei.

E, para surpresa do mendigo, o principe ordenou:

- Então, reparta comigo os seus pães velhos.

Temendo as conseqüências de uma possível desobediência, muito à contragosto o
mendigo deu-lhe 2 pães.

O príncipe, então, meteu a mão no bolso, tirou 2 moedas de ouro e jogou-as aos
pés do pedinte, que ficou se lamentando por não ter-lhe dado tudo.



O que semeia pouco, pouco também colherá; e o que semeia
em abundância, em abundância colherá. I Coríntios 9.6



“Amai os vossos inimigos.”

Posted by José Silva | | Posted in



"Abençoai os que vos perseguem, abençoai e não amaldiçoeis.” Romanos 12.14

Assim como há autoridade na palavra de bênção, também há autoridade na palavra de maldição. O Senhor Jesus ensinou:

“Amai os vossos inimigos, fazei o bem aos que vos odeiam; bendizei aos que vos maldizem, orai pelos que vos caluniam. Ao que te bate numa face, oferece-lhe também a outra; e, ao que tirar a tua capa, deixa-o levar também a túnica; dá a todo o que te pede; e, se alguém levar o que é teu, não entres em demanda. Como quereis que os homens vos façam, assim fazei-o vós também a eles. Se amais os que vos amam, qual é a vossa recompensa? Porque até os pecadores amam aos que os amam. Se fizerdes o bem aos que vos fazem o bem, qual é a vossa recompensa? Até os pecadores fazem isso. E, se empres­tais àqueles de quem esperais receber, qual é a vossa recompensa? Também os pecadores emprestam aos pecadores, para receberem outro tanto. Amai, porém, os vossos inimigos, fazei o bem e emprestai, sem esperar nenhuma paga; será grande o vosso galardão, e sereis filhos do Altíssimo. Pois Ele é benigno até para com os ingratos e maus. Sede misericordiosos, como também é misericordioso vosso Pai.” Lucas 6.27-36

Se abençoarmos quem nos persegue e amarmos nossos inimigos, a injustiça prevalecerá? De forma alguma! “Não vos vingueis a vós mesmos, amados, mas dai lugar à ira; porque está escrito: A Mim pertence a vingança; Eu é que retribuirei, diz o Senhor”.Romanos 12.19. Entregamos a Deus o direito de pleitear nossa causa, e isso é confiança. A justiça quem faz é o Juiz. Aqueles que estão em trevas já plantaram a própria maldição. Deixe a vingança para o Único digno de ser temido.


Via www.universal.org

União estável é casamento?

Posted by José Silva | | Posted in



Muitos casais acreditam que viver sob o mesmo teto é condição suficiente para configurar um casamento. Por isso, a escolha de oficializar a união sempre fica para depois. Outros registram apenas o documento de união estável, certos de que terão todos os direitos garantidos. Entretanto, isso pode não se concretizar. No ano passado, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) determinou que a divisão de bens de um casal que vive em união estável não é mais automática.

Pela determinação, seria necessário provar a contribuição “com dinheiro ou esforço” para a compra do patrimônio. Isso significa que quem não conseguir provar a própria participação na aquisição de bens não terá direito a nada no caso de uma eventual separação ou de morte do parceiro.

Não é a mesma coisa
O presidente do Instituto Brasileiro de Direito de Família (IBDFAM), Rodrigo da Cunha Pereira, explica que união estável e casamento são situações diferentes. “São duas formas de constituir família, são diferentes, e é bom que haja diferença.” Entretanto, Pereira faz ressalvas à decisão do STJ, que, segundo ele, é uma atitude contrária ao que tem sido feito em relação ao direito familiar.

O advogado explica que a união estável não cria oficialmente um estado civil. “Dois solteiros que vivem juntos continuam solteiros.”

Outra diferença é que o casamento mostra que existe a constituição de uma família, mas isso não é automático na união estável. “No casamento, você tem uma prova pré-constituída de família, você tem uma certidão de casamento. Na união estável não há essa certidão. Pode até ter um contrato que prove isso, mas a maioria das pessoas não faz contrato. Outra questão é que na união estável, quando há filhos, não tem presunção de paternidade”, lembra.

Segundo Rodrigo da Cunha Pereira, a principal diferença é em relação aos direitos sucessórios. “No casamento, o cônjuge é herdeiro necessário. Se a pessoa é casada no civil, tem filho e o companheiro morre, a herança será dividida por dois. Na união estável, essa pessoa não vai necessariamente herdar os bens. Quem não quer que o companheiro ou a companheira herde seus bens deve viver em uma união estável”, conclui.

O documento de união estável também permite a formação de relações poliafetivas (que incluem mais de duas pessoas) – o que não é possível no casamento civil.

O que você quer?
Casar não é compartilhar o mesmo teto. Casar pressupõe um tipo de união e de compromissos que estão distantes de outras formas de relacionamento. Quem deseja compartilhar a vida com outra pessoa deve ter clareza em relação aos próprios objetivos. Afinal, que tipo de relação o casal deseja cultivar? É um teste que pode ser desfeito a qualquer momento? Ou é uma decisão para além de prazos e mudanças de vida?



Via www.universal.org

O que pode fazer um casamento fracassar?

Posted by José Silva | segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016 | Posted in


Como lhe dar com essa situação tão difícil na família e que não afeta só o casal mais também os filhos?

As escrituras ensinam: ... deixará o homem pai e mãe, e se unirá a sua mulher, e serão dois numa só carne?

Assim não são mais dois, mas uma só carne. Portanto, o que Deus ajuntou não o separe o homem.

Mateus 19:5-6

Veja que o assunto é bem difícil, visto que as escrituras tratam os casados como uma só carne!

Pergunto: Como você agiria diante de uma possibilidade destas?

O que fazer quando todas as possibilidades de reconciliação se esgotam?

Maridos que espancam mulheres merecem voltarem a morar juntos ou a melhor alternativa é mesmo o divórcio nesses casos?

Dê a sua opinião!


Extraído de IDE E PREGAI

A história do pato

Posted by José Silva | | Posted in


Havia dois irmãos que visitavam seus avós no sítio, nas férias.
Felipe, o menino, ganhou um estilingue para brincar no mato. Praticava sempre, mas nunca conseguia acertar o alvo.
Certa tarde, viu o pato de estimação da vovó… Em um impulso atirou e acabou acertando o pato na cabeça e o matou. Ele ficou chocado e triste!
Entrou em pânico e escondeu o pato morto no meio da madeira! Beatriz, a sua irmã viu tudo mas não disse nada aos avós.

Após o almoço no dia seguinte, a avó disse: “Beatriz, vamos lavar a louça” Mas ela disse: ” Vovó, o Filipe me disse que queria ajudar na cozinha”. E olhando para ele sussurrou: “Lembra do pato?” Então o Felipe lavou os pratos.

Mais tarde o vovô perguntou se as crianças queriam pescar e a vovó disse: “Desculpe, mas eu preciso que a Beatriz me ajude a fazer o jantar.” Beatriz apenas sorriu e disse, “Está bem, mas o Filipe me disse que queria ajudar hoje”, e sussurrou novamente para ele, “Lembra do pato?” Então a Beatriz foi pescar e Filipe ficou para ajudar.

Após vários dias o Filipe sempre ficava fazendo o trabalho da Beatriz até que ele, finalmente não aguentando mais, confessou para a avó que tinha matado o pato.

A vovó o abraçou e disse: “Querido, eu sei… eu estava na janela e vi tudo, mas porque eu te amo, eu te perdoei. Eu só estava me perguntando quanto tempo você iria deixar a Beatriz fazer você de escravo!”

Qualquer que seja o seu passado, ou o que você tenha feito… (mentir, enganar, seus maus hábitos, ódio, raiva, amargura, etc )…. seja o que for… você precisa saber que Deus estava na janela e viu tudo como aconteceu.
Ele conhece toda a sua vida … Ele quer que você saiba que Ele te ama e que você já está perdoado. Ele está apenas querendo saber quanto tempo você vai deixar o diabo fazer de você um escravo.

Deus só está esperando você pedir perdão. É pela graça e misericórdia de Deus que somos salvos. Vá em frente e faça a diferença na vida de alguém hoje. Compartilhe esta mensagem com um amigo e lembre-se sempre: Deus está na janela e sabe de tudo!

“Nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus”


ONU inicia uso de chips para identificar pessoas; Brasil apoia iniciativa e tem projeto semelhante

Posted by José Silva | quarta-feira, 18 de novembro de 2015 | Posted in



A crise imigratória de refugiados que desembarcam todos os dias na Europa abriu uma janela de oportunidade para a Organização das Nações Unidas (ONU) pôr em teste uma ideia há muito tempo estudada: a criação de uma identificação biométrica dos cidadãos.

A Plataforma Única de Serviços de Identidade (UISP, na sigla em inglês) integra um conjunto de metas da ONU chamado “Objetivos Globais”, assinado por todos os países membros da entidade, e prevê que cada nação implante cartões de identificação biométricos de todas as pessoas do planeta, incluindo crianças, até 2030. A base de dados que concentraria essas informações já foi construída em Genebra, na Suíça.

“O Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) está avançando com os seus planos para usar a tecnologia biométrica para identificar e rastrear os refugiados, e selecionou um fornecedor para o projeto. Accenture, um fornecedor internacional de serviços de tecnologia, ganhou no concurso e irá supervisionar a implementação da tecnologia em um contrato de três anos”, diz texto no site da ONU.

No período do contrato, a empresa testará as soluções para a identificação biométrica dos refugiados, e posteriormente recomendará parâmetros para serem adotados em todo o planeta.

Segundo informações do site Prophecy News, o Sistema de Gestão de Identidades da Accenture (BIMS), armazenará dados como impressão facial, digital e da íris, que são características únicas de cada um dos 7 bilhões de habitantes do planeta. Com esses dados cadastrados, será possível até rastrear pessoas, caso preciso.
Discórdia

As ideias, apresentadas sempre do prisma da evolução da segurança, sugerem que com uma identificação única será possível evitar fraudes e facilitar a busca por pessoas desaparecidas e foragidas.

No entanto, no meio cristão, há a preocupação de que essa implantação de um cadastro único e centralizado seja um primeiro passo para o surgimento da chamada “marca da besta”, afinal, com todas as informações sobre todas as pessoas reunidas em um único local, será mais fácil implementar o controle que o anticristo terá sobre o mundo, como profetiza a Bíblia.

No Brasil, um projeto do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) pretende reunir todos os dados do cidadão em um único documento, que seria de plástico, com foto digitalizada e um chip que reuniria o número de Registro Geral (RG), Cadastro de Pessoa Física (CPF), Título de Eleitor e Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Esse novo documento evitaria, por exemplo, que os cidadãos brasileiros pudessem, legalmente, tirar um RG em cada estado e mais um no Distrito Federal, o que somaria 27 identidades diferentes.

O projeto, que está pronto e já tem tecnologia escolhida, deverá ser votado em breve na Câmara dos Deputados. De acordo com informações do jornalista Lauro Jardim, do jornal O Globo, o presidente do TSE, ministro José Dias Toffoli, teria ligado recentemente para o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB) para pedir que ele “leve diretamente ao plenário o relatório do projeto do Registro Civil Nacional”.




Via G+

Gideões Internacionais são proibidos de distribuir exemplares da Bíblia Sagrada em seis escolas

Posted by José Silva | | Posted in




O grupo missionário Gideões Internacionais realiza um tradicional e abrangente trabalho de distribuição de exemplares da Bíblia Sagrada em diversos países, mas a perseguição religiosa promovida por ativistas ateus tem limitado a atuação da entidade em escolas dos Estados Unidos.

Em um caso recente, a distribuição de Bíblias em seis escolas do condado de Bledsoe, no estado do Tennessee, foi interrompida devido à uma postura oficial da superintendente de educação da região, Jennifer Terry.

“Escolas do Condado de Bledsoe não permitem a distribuição de materiais de quaisquer grupos religiosos. A distribuição de materiais religiosos em uma escola pública é uma violação das disposições constitucionais, leis bem estabelecidas e precedências federais e estaduais”, disse Jennifer, de acordo com informações do Christian Today.

Em contraponto, o representante dos Gideões, Charlie Queen, afirmou que a disponibilização dos exemplares da Bíblia Sagrada é feita de maneira silenciosa e respeitosa às outras crenças: “Nós simplesmente entramos e colocamos o material sobre a mesa. Nós dizemos-lhes o que e quem nós somos. Se eles quiserem um [exemplar], podem livremente pegar. Nós não entregamos a eles, mas eles pegam o material voluntariamente”, comentou.

A decisão foi classificada como uma “perda de liberdade” e lamentada por toda a comunidade dos Gideões Internacionais.

O pastor Bill Wolfe, da “Lee Station” Baptist Church, concordou com Queen e afirmou que “toda sua congregação está muito decepcionada” com o cerceamento da liberdade religiosa na região: “Nós estamos deslizando para cada vez mais longe dos princípios sob os quais nossa nação foi fundada e é muito triste porque esta costumava ser ‘uma nação sob a mão Deus’ […] Agora, eu realmente acredito que estamos escorregando para mais longe e nós não vamos mais ser capazes de dizer isto por muito tempo”, lamentou.

Inconformados, os moradores do condado pretendem realizar um protesto em frente ao Conselho Escolar, quando os membros se reunirem.

A interpretação distorcida do princípio do Estado laico vem se tornando uma espécie de extremismo ateu contra as religiões. As leis sobre o tema nos Estados Unidos, assim como no Brasil, são pensadas para proteger o direito à fé e à crença, e não para impor restrições a esses direitos, que é, na prática, o que vem acontecendo em ambos os países.



Via G+

Procuram-se: Discípulos Verdadeiros

Posted by José Silva | | Posted in ,



"Seguir-te-ei para onde quer que fores." Essas foram as palavras de alguém que veio a Jesus e garantiu ser seu discípulo (Lucas 9:57). Antes de aceitar sua oferta, Jesus informou-o de que o custo do discipulado seria alto. Ele observou que as raposas e as aves têm lares, mas o Filho do Homem não tinha nem lugar para repousar sua cabeça! Aqueles que queriam ser discípulos de Jesus partilhariam suas privações (Lucas 9:58).

Nem todos têm o adequado empenho para serem discípulos de Jesus, para pagar o alto preço do discipulado. Na mesma ocasião, Jesus desafiou outro a segui-lo. O homem pediu permissão para enterrar seu pai, mais provavelmente um pedido para protelar a saída de sua família. A resposta de Jesus, "Deixa aos mortos o sepultar os seus próprios mortos"(Lucas 9:59-60), pode parecer insensibilidade, mas seu ponto era que o discipulado precisa ocupar o primeiro lugar em nossos corações. Jesus não estava proibindo o cuidado legítimo com a família (veja Efésios 5:22-25; 6:1-4), mas salientando que nenhuma outra responsabilidade pode impedir o discipulado.

Ainda um outro garantiu ser um discípulo, mas desejava permissão para dizer adeus a sua família, primeiro. Conquanto não fosse um desejo de protelar do mesmo modo, sua atitude evidentemente era muito semelhante à do homem que pediu permissão para sepultar seu pai. Jesus respondeu à sua atitude antes que ao seu pedido real. "Ninguém que, tendo posto a mão ao arado, olha para trás é apto para o reino de Deus" (Lucas 9:61-62). Uma vez que temos começado a servir Jesus, para segui-lo a onde ele nos leva, não há retorno. Precisa-mos voltar nossas costas ao mundo e fixar nossos olhos em Jesus (veja Hebreus 12:1-2). Os hesitantes, os descomprometidos, os vacilantes não podem ser discípulos de Jesus. Não são dignos de ser súditos no reino de Deus.

Não adequados ao reino de Deus. Estas são palavras sóbrias, mas nos informam claramente que Jesus não está apenas procurando quem quer que decida, numa veneta, ser batizado. Ele não está procu-rando os talentosos, os influentes ou os ricos. Ele está buscando indivíduos absolutamente comprometidos a servi-lo. Somos nós adequados para sermos discípulos de Jesus?

-por Allen Dvorak

Os privilégios preparados para o crente no céu

Posted by José Silva | quarta-feira, 13 de maio de 2015 | Posted in



No livro do Apocalipse o Senhor Jesus tem 7 promessas apenas para os vencedores salvos, ou seja, aquele que permaneceu fiel a Deus e a sua palavra até o fim de sua caminhada na terra, grandiosas bênçãos que só os vencedores herdarão.
"mas aquele que perseverar até ao fim será salvo". (Mt 10:22b)

1º Promessa: Vida Eterna

"Ao que vencer, dar-lhe-ei a comer da árvore da vida, que está no meio do paraíso de Deus". (Ap 2:7b)

Obs: A árvore da vida foi criada por Deus e colocada no jardim do Éden para que Adão comesse e vivesse eternamente, mas por causa da sua falha, eles foram expulsos do jardim e Deus pôs querubins para guardar a árvore da vida.

"ora, para que não estenda a sua mão, e tome também da árvore da vida, e coma e viva eternamente.
O SENHOR Deus, pois, o lançou fora do jardim do Éden, para lavrar a terra de que fora tomado". (Gn 03:22b e 23)

Só os salvos terão privilégios de comer da árvore da vida e viver eternamente.

2º Promessa: Não sofrer o dano da segunda morte (lago de fogo)

"O que vencer não receberá o dano da segunda morte". (Ap 2:11b)

"E a morte e o inferno foram lançados no lago de fogo. Esta é a segunda morte". (Ap 20: 14 )

Sabemos biblicamente que para a pessoa ter seu nome escrito no livro da vida é necessário que ela se arrependa dos seus pecados e confesse que só Jesus é o Senhor da sua vida e passar a servi-lo.

"A saber: Se com a tua boca confessares ao Senhor Jesus, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo.
Visto que com o coração se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação". (Rm 10:9 e 10)

3º Promessa: Novo nome

"Ao que vencer darei a comer do maná escondido, e dar-lhe-ei uma pedra branca, e na pedra um novo nome escrito, o qual ninguém conhece senão aquele que o recebe". (Ap 2:17b)

Grande benção é está 3º promessa, comeremos do maná escondido e receberemos uma pedra branca e nesta pedra um novo nome.Que maravilhas são as bênçãos futuras.

"Porque para mim o viver é Cristo, e o morrer é ganho". (Fp 1:21)

4º Promessa: Julgar as nações

"E ao que vencer, e guardar até ao fim as minhas obras, eu lhe darei poder sobre as nações,
E com vara de ferro as regerá; e serão quebradas como vasos de oleiro; como também recebi de meu Pai". (Ap 2: 26 e 27)

Grande e poderosa é está benção. Julgaremos aqueles que foram infiéis a Deus e a sua palavra. Os quais amaram a injustiça e chamaram o mal de bem e o bem de mal.

5º Promessa: Vestes brancas, não riscar o nome do livro da vida e ter o nome confessado diante de Deus e dos seus anjos

"O que vencer será vestido de vestes brancas, e de maneira nenhuma riscarei o seu nome do livro da vida; e confessarei o seu nome diante de meu Pai e diante dos seus anjos". (Ap 3:5 e 6)

Seremos vestidos com vestes brancas cujo o próprio Deus é o artífice.E estaremos com o nome intacto no livro da vida e o nosso nome confessado diante de Deus e dos seus anjos.

6º Promessa: Uma coluna no templo de Deus, com o nome de Deus o nome da cidade: a nova Jerusalém e o seu novo nome.

"A quem vencer, eu o farei coluna no templo do meu Deus, e dele nunca sairá; e escreverei sobre ele o nome do meu Deus, e o nome da cidade do meu Deus, a nova Jerusalém, que desce do céu, do meu Deus, e também o meu novo nome". (Ap 3:12)

Sem comentários.... Aleluia

7º Promessa: Assentar com Jesus no seu trono

"Ao que vencer lhe concederei que se assente comigo no meu trono; assim como eu venci, e me assentei com meu Pai no seu trono". ( Ap 3:21)

No livro de Mateus capítulo 20:20 a mãe dos filhos de Zebedeu pediu para que seus dois filhos se assentassem ao lado de Cristo um na sua direita e um na sua esquerda no reino de Jesus (ou seja no céu).
Mais Jesus disse que isso só permitia a Deus, pois Deus estava preparando para os vencedores.

"mas o assentar-se à minha direita ou à minha esquerda não me pertence dá-lo, mas é para aqueles para quem meu Pai o tem preparado". (Mt 20:23b)

Diante desse pequeno estudo, podemos contemplar as promessas para aqueles que vencerem e permanecerem fieis ao Senhor até o fim de sua caminhada.
Quantos tem desistido do caminho?

Medite:

"Entrai pela porta estreita; porque larga é a porta, e espaçoso o caminho que conduz à perdição, e muitos são os que entram por ela;
E porque estreita é a porta, e apertado o caminho que leva à vida, e poucos há que a encontrem". (Mt 13:7 e 14)


Via comunidade da biblia

Fabiano Motta lança nova música: “Grande Adoração”; Ouça aqui

Posted by José Silva | domingo, 15 de março de 2015 | Posted in



O cantor Fabiano Motta apresentou a faixa-título de seu novo álbum, “Grande Adoração”.

A música, publicada no canal da Graça Music no YouTube, é o carro-chefe do álbum formado por doze canções.

O disco “Grande Adoração” começou a ser produzido em julho do ano passado, logo após a renovação de contrato de Fabiano com a gravadora. O repertório é totalmente assinado pelo missionário R. R Soares.

O último álbum de Fabiano foi “Voz do Espírito”, lançado em 2010 e certificado com Disco de Ouro, segundo informações da assessoria de imprensa da Graça Music.


Confira a nova música de Fabiano Motta:
“Grande Adoração”



Via Gospel+

Você Sabia?

Posted by José Silva | | Posted in

1- Quando a Bíblia foi dividida em capítulos e por que? A Bíblia Sagrada foi dividida em capítulos no século XIII (entre 1234 e 1242), pelo teólogo Stephen Langhton, então Bispo de Canterbury, na Inglaterra, e professor da Universidade de Paris, na França.

2 – Quando a bíblia foi dividida em versículo e por quem? A divisão do Antigo Testamento em versículos foi estabelecida por estudiosos judeus das Escrituras Sagradas, chamados de massoretas. Com hábitos monásticos e ascéticos, os massoretas dedicavam suas vidas à recitação e cópia das Escrituras, bem como à formulação da gramática hebraica e técnicas didáticas de ensino do texto bíblico. Foram eles que, entre os séculos IX e X, primeiro dividiram o texto hebraico (do Antigo Testamento) em versículos. Influenciado pelo trabalho dos massoretas no Antigo Testamento, um impressor francês chamado Robert d´Etiénne, dividiu o Novo Testamento em versículos no ano de 1551. D´Etiénne morava então em Gênova, na Itália.




3 – Quais as primeiras Bíblias completas publicadas em capítulos e versículos? Até boa parte do século XVI, as Bíblias eram publicadas somente com os capítulos. Foi assim, por exemplo, com a Bíblia que Lutero traduziu para o Alemão, por volta de 1530. A primeira Bíblia a ser publicada incluindo integralmente a divisão de capítulos e versículos foi a Bíblia de Genebra, lançada em 1560, na Suíça. Os primeiros editores da Bíblia de Genebra optaram pelos capítulos e versículos vendo nisto grande utilidade para a memorização, localização e comparação de passagens bíblicas. Em Português, a primeira edição do Novo Testamento de João Ferreira de Almeida (1681) foi publicada com a divisão de capítulos e versículos.

4- A palavra Biblia aparece na Biblia? “Bíblia” é uma palavra que não aparece na Bíblia. Ela vem do termo grego biblos, por causa da cidade fenícia de Biblos, um importante centro produtor de rolos de papiro usados para fazer livros. Com o tempo, a palavra biblos passou a significar “livro”. Biblia é a forma plural (“livros”). A Bíblia, na verdade, é uma coleção de livros. Ela também é conhecida simplesmente como “o Livro”, “o Livro dos Livros”, “o Livro Sagrado”.

5-Qual o livro bíblico mais traduzido? A Bíblia foi traduzida e publicada mais do que qualquer outro livro na história. O livro da Bíblia mais traduzido é o Evangelho de Marcos, talvez por ser o mais curto dos quatro Evangelhos e por trazer um relato cheio de ação a respeito da vida e dos ensinamentos de Jesus. Marcos está disponível em cerca de 900 línguas.

ogalileu.com.br

Gostou! Curta-nos