Headlines
Published On:quinta-feira, 14 de agosto de 2014
Postado Por Portal Campinas News

Gangsta Rap ganha versão gospel


Você já ouviu falar no estilo gansgta gospel? O estilo baseado nos gângsteres dos Estados Unidos que já conta com alguns representantes na periferia de São Paulo e da Grande São Paulo.

A jornalista Anna Virgínia Balloussier, do blog Religiosamente da Folha de São Paulo, conversou com alguns representantes desse novo estilo que tem como objetivo apresentar uma saída para jovens que encontram-se no mundo da marginalidade.

Entre os representantes do gênero a jornalista conversou com o Pastor Ton, 36 anos, que coordena os trabalhos da Comunidade Profética Descendentes de Davi em Guainases, zona leste da capital paulista.

O pastor Ton acredita com através desse estilo – que tem letras que falam sobre a criminalidade – é possível resgatar jovens e adultos que estão nas drogas ou cometendo crimes.

“O gansgta diz que tá rolando, mas não mostra saída. O gangsta gospel fala, ‘ó, tá rolando isso’, mas tem uma saída. Deus”, disse ele que compõe canções com trechos que dizem: “no meio da Babilônia o demônio impera com um fuzil em punho” ou “a fumaça encobre o rosto de Lúcifer”.

Antes de se tornar pastor, Everton Santos, o Pastor Ton, andava pelo bairro com um revólver calibre 32. Ele era rapper e fã do cantor Mano Brown. Certa vez ele resolveu parar e entrar em uma igreja Assembleia de Deus e se converteu.

As regras da igreja o fizeram desistir do seu estilo, cortando o cabelo, tirando o brinco e trocando as roupas largas por trajes sociais.

Com saudade da vida que ele levava, Everton resolveu assumir seu estilo e levar o Evangelho para quem não escutaria um pastor de terno e gravata. “Entro em lugares que a música dos caras de terno e gravata não vai entrar”, disse o pastor.

Seguindo esta mesma opinião está Márcio Santos, 33 anos, ex-traficante de Francisco Morato (Grande São Paulo) que certo dia resolveu tirar a própria vida se jogando na frente de um carro. “Aí escutei Deus falar comigo. ‘Não se joga, Márcio, vai para a igreja’”, e foi assim que ele se converteu e abandonou o crime.

Márcio hoje é integrante do grupo Terceiro Dia que segue a linha gangsta gospel com letras que falam sobre o mundo do crime. Nesse mesmo propósito está Paulo Deivid, 31 anos, do grupo Profetas da Z/O (sigla de Zona Oeste), que mora em Carapicuíba.

Questionado sobre o estilo que se vestem, Deivid diz: “As pessoas mais tornas e mais erradas, que mais roubam no país, não andam dessa forma, andam muito bem vestidas.”

“Nosso foco é resgatar os mano da rua como a gente foi resgatado”, diz ele que antes de se converter era um “loucão, que chapava de bebida”.


Via Gospel Prme

Postado Por Portal Campinas News quinta-feira, agosto 14, 2014. em . Faça um comentário, que ficaremos felizes! .

0 comentários for "Gangsta Rap ganha versão gospel"

Leave a reply

Obrigado pelo comentário!
Que Deus lhe abençõe!

Gostou! Curta-nos