Headlines
Published On:sexta-feira, 28 de junho de 2013
Postado Por José Silva

Justiça anula desligamento de Samuel Câmara da CGADB

O desligamento do pastor Samuel Câmara da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB) foi anulado pela justiça do Estado do Amazonas nesta quarta-feira (26).
A decisão da Mesa Diretora havia excluído o pastor da AD de Belém (PA) por suposta quebra de decoro, mas a decisão assinada pelo juiz José Renier da Silva
Guimarães suspendeu e reintegrou Câmara no quadro de pastores da convenção.
Além disso, ficou determinado o pagamento de uma multa no valor de R$20.000,00 para cada dia que a Mesa Diretora demorar em revogar a primeira decisão.
Samuel Câmara foi desligado no mês de maio depois de uma reunião do Conselho de Ética e Disciplina que julgou as ações de quebra de decoro cometidas pelo pastor e outros aliados durante a AGE que aconteceu em 2012 no estado de Alagoas.
Os pastores Sóstenes Apolos, Jônatas Câmara e Ivan Bastos também foram acusados, mas não chegaram a ser julgados. Sóstenes estava doente e veio a falecer, Jônatas também alegou motivos de saúde e não compareceu no julgamento. Já Bastos só poderá ser julgado durante uma Assembleia Geral Ordinária porque ele foi eleito como 1º Tesoureiro da Mesa.
A justiça também precisou interferir na data destes julgamentos que estavam marcados para acontecer em janeiro deste ano, meses antes da eleição da CGADB. Como os pastores acusados estavam concorrendo a cargos dentro da convenção, a justiça do Amazonas adiou a reunião do Conselho que aconteceu um mês após as eleições.

Postado Por José Silva sexta-feira, junho 28, 2013. em . Faça um comentário, que ficaremos felizes! .

0 comentários for "Justiça anula desligamento de Samuel Câmara da CGADB"

Leave a reply

Obrigado pelo comentário!
Que Deus lhe abençõe!

Gostou! Curta-nos