Headlines
Published On:sábado, 2 de julho de 2011
Postado Por José Silva

Brasil aceita pedido da ONU e receberá refugiados da Líbia



O Brasil aceitou o pedido que a ONU fez há um mês para 20 países e irá receber refugiados do conflito na Líbia, como conta o jornal O Estado de S. Paulo. Segundo o secretário executivo do Ministério da Justiça e presidente do Conselho Nacional de Refugiados, Luiz Paulo Barreto, o País ainda não definiu quantos nem quando receberá o que a organização chama de "vítimas negligenciadas do conflito".
A ONG Médicos Sem Fronteira estima que, no total, o número de refugiados seja de 1 milhão de pessoas. Tratam-se de sudaneses, etíopes, nigerianos, argelinos, além de famílias inteiras de outras nacionalidades que não podem retornar ao país de origem e estão presos na Líbia. De acordo com Johannes van der Klaauw, representante do Alto Comissariado da ONU para Refugiados, os casos começarão a ser mostrados para o governo brasileiro na semana que vem.

Sem aval conjunto do PSDB, Serra ataca governo Dilma em texto


Sem o aval de todos os integrantes do Conselho Político do PSDB, o ex-governador de São Paulo e ex-candidato à Presidência da República José Serra, presidente do grupo, divulgou na sexta-feira um texto em que ataca o governo de Dilma Rousseff, afirmando que suas marcas são "a incompetência e o autoritarismo". Alguns dirigentes do partido afirmaram que gostariam de alterar algumas partes do texto antes da divulgação. "Como não houve tempo para fechar o consenso em torno do texto, não divulgamos. Para que fosse um documento do partido, era preciso que fosse de todos", afirmou o presidente do PSDB, Sérgio Guerra (PE). As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.
A publicação em menos de 24 horas após a homenagem aos 80 anos do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, que contou com vários petistas - Dilma enviou a ele uma carta em que reconhece os avanços no País em sua gestão -, gerou constrangimento entre os tucanos. No texto preparado por Serra, o partido afirma que buscará mobilizar a sociedade para superar o que chama de "período difícil". Para ele, os governos do PT deixaram para o País uma "herança maldita" centrada na "carga tributária mais alta do mundo em desenvolvimento, na maior taxa de juros reais do planeta e na taxa de câmbio megavalorizado". Além de Serra, integram o Conselho Político Fernando Henrique, Sérgio Guerra, Aécio Neves, e os governadores de São Paulo, Geraldo Alckmin, e de Goiás, Marconi Perillo.

Postado Por José Silva sábado, julho 02, 2011. em . Faça um comentário, que ficaremos felizes! .

1 comentários for "Brasil aceita pedido da ONU e receberá refugiados da Líbia"

  1. Esse e o nosso Brasil que independente de qualquer coisa e a nossa pátria amada.

Leave a reply

Obrigado pelo comentário!
Que Deus lhe abençõe!

Gostou! Curta-nos