Headlines
Published On:quinta-feira, 12 de janeiro de 2012
Postado Por José Silva

5 Minutos para o "fim do mundo"

Devido a catástrofes, cientistas ajustam o “relógio do Apocalipse”, que agora marca cinco minutos para o fim do mundo.


O “relógio do Apocalipse”, que já foi alvo de matéria publicada pelo Noticiário Evangélico em março de  2011, é uma ferramenta criada para avaliar a gravidade das ameaças enfrentadas pela humanidade e leva em conta a influência a incidência de desastres naturais, tragédias, guerras, mudanças climáticas e avanços tecnológicos. Com base nessas avaliações, o relógio está marcando, agora, cinco minutos para meia noite, horário que representar o fim do mundo. Logicamente a ferramenta serve de despertamento para muitos, principalmente quando vemos que as profecias estão se cumprindo rapidamente, mostrando que os ponteiros do relógio avançam e, em breve, o mundo estará em plena meia-noite, ou seja, mergulhado nas mais densas trevas de toda a história humana. Nesse período é que o anticristo dominará o mundo, pois a Luz do mundo e o Sal da terra, a Igreja de Jesus, foram removidos para o céu, pelo arrebatamento. O mundo estará, então, sob o manto das trevas por sete anos, ao fim dos quais o mundo , como o conhecemos, estará completamente devastado.


Devido ao desastre nuclear nas usinas de Fukushima, no Japão, os cientistas responsáveis pelo relógio adiantaram o horário em um minuto. Entre 2010 e 2011 restavam seis minutos para um colapso mundial.

O presidente da associação e professor de Física da Universidade do Arizona, Lawrence Krauss, explicou que devido “aos perigos claros e iminentes de proliferação nuclear e mudança climática, assim como diante da necessidade de se encontrar fontes de energia seguras e duráveis”, foi feito o adiantamento do relógio.

Essa previsão pessimista em torno dos rumos da humanidade foi anunciada na última terça-feira, 10/01, em Washintgon, pelo Bulletin of the Atomic Scientists (BAS), uma publicação voltada à cientista e organizada pelos maiores nomes da ciência mundial, incluindo Stephen Hawking, premiado físico britânico, segundo informações do portal IG.

Desde sua criação, após o final da Segunda Guerra Mundial, o “relógio do Apocalipse” já marcou diversos horários, considerando as circunstâncias de cada época. O fato de atualmente marcar cinco minutos para o horário definido como limite, não significa que esse “tempo” não possa aumentar, caso os cientistas entendam que fatos hoje considerados grandes ameaças para o planeta foram anulados.

Foram 19 ajustes ao longo da história do relógio, sendo que as variações foram de dois a dezessete minutos em diferentes períodos. Em 1953, no auge da Guerra Fria entre Estados Unidos e União Soviética, o relógio marcou sua menor contagem, enquanto que em 1991, quando os dois países anunciaram o Tratado para a Redução de Armas Estratégicas, a contagem chegou a dezessete minutos.

Entre os desafios atuais, encontra-se a necessidade de encontrar novas fontes de energia, mais limpas: “Isto significa satisfazer as necessidades energéticas para o crescimento econômico dos países em desenvolvimento e industrializados sem prejudicar ainda mais o clima e sem alimentar a proliferação nuclear”, declarou Krauss. A preocupação com o desenvolvimento de armas nucleares por países como Irã e Coreia do Norte também constam da lista de fatos preocupantes.(Gospel+)


Conheça o Arrebatômetro: Site que analisa aproximação do Arrebatamento da Igreja de Jesus



Saiba mais sobre “os últimos dias” e o “tempo do fim” lendo:


O Fim Vem!

Postado Por José Silva quinta-feira, janeiro 12, 2012. em . Faça um comentário, que ficaremos felizes! .

0 comentários for "5 Minutos para o "fim do mundo""

Leave a reply

Obrigado pelo comentário!
Que Deus lhe abençõe!

Gostou! Curta-nos