Headlines
Published On:quinta-feira, 23 de agosto de 2012
Postado Por José Silva

Pesquisadores dizem que experiência com Deus ‘é como uma droga’


Muitas mega-igrejas nos Estados Unidos usam uma quantidade enorme de neuroestimulação sensorial em seus cultos, algo que os pesquisadores da Universidade de Washington rotularam como dramaturgia, pompa sensorial, liderança carismática e uma visão otimista, dando aos participantes uma poderosamente e emocionante experiência religiosa.
“Ser membro de uma megaigreja é uma das principais formas de os cristãos americanos adorarem nestes dias, assim, portanto, essas igrejas devem ser entendidas”, disse James Wellman, professor associado de religião americana na Universidade de Washington. “Nosso estudo mostra que  ao contrário da opinião pública que tende a passar de longe do movimento megaigreja como religião consumista. As megaigrejas estão fazendo um trabalho muito eficaz para os seus membros de fato, seus os membros falam eloquentemente de seu crescimento espiritual”.
Em 2008, uma doação a Sociedade para o Estudo Científico da Religião financiou um estudo de Wellman e co-autores Katie E. Corcoran e Kate Stockly-Meyerdirk, estudantes da Universidade de Washington de pós-graduação em sociologia e religião comparada. Os pesquisadores estudaram dados fornecidos pela liderança de 12 megaigrejas de todo o país.
Os resultados da descoberta foram divulgadas na 107 Reunião Anual da Associação de Sociologia Americana, em um artigo chamado: ‘Deus é como uma droga’: Explicando a Interação Ritual em Correntes de MegaIgrejas Americanas.
Na pesquisa foram incluídas como megaigrejas, aquelas que têm mais de 2 mil membros. Foi descoberto que igrejas cresceram tremendamente no tamanho e na popularidade nos últimos anos e dominou todo o país. Mais da metade dos americanos frequentam 10% de algumas des maiores igrejas em torno país.
Muitas destas igrejas se apresentam como “venha como você está”, incluindo o rock cristão e outros Neurosensoriais itens, que Wellman chama de “mistura multi-sensorial”, dos visuais e outros elementos para estimular os sentidos. Além disso, muitas destas igrejas incluem em seus serviços um pregador carismático, que também estimula os sentidos.
Os pesquisadores supuseram que tais rituais são bem sucedidos por transmitirem uma energia emocional no ambiente do templo “criando nos membros sentimentos e símbolos carregados de significado emocional, e uma elevada sensação de espiritualidade”, escreveram eles.
Curta-nos 
Foram analisada no estudo 470 entrevistas e 16.000 questões, perguntando aos membros sobre suas experiências emocionais em megaigrejas e constatou que quatro temas surgiu a partir dessas entrevistas e pesquisas.
Os quatro temas que foram encontrados “salvação/espiritualidade, aceitação /pertencimento, admiração e orientação do líder, moralidade e propósito através do serviço.”
As pesquisas também descobriram que sentimentos de alegria surgiram de tais serviços claramente superiores ao das experiências de conversão. Muitos membros de megaigrejas usaram a palavra “contagiosa” em relação aos serviços e afirmou que muitas pessoas vieram aos cultos famintos por uma experiência emocional. Depois do serviço, declarou um sensação de ‘energizado’.
Um membro da igreja disse: “O Espírito Santo passa pela multidão como um time de futebol fazendo a onda…. Nunca vi isso em nenhuma outra igreja.”
Wellman relaciona esses sentimentos que as pessoas experimentam como uma alta droga.
Wellman disse: “Isso é o que você vê quando você entra em megaigrejas, você vê as pessoas sorrindo, pessoas que estão dançando nos corredores, e, em uma megaigreja de San Diego, uma mistura inter-racial que eu nunca vi em qualquer lugar no meu tempo fazendo uma pesquisa sobre igrejas americanas. Vemos esta experiência de pura alegria repetidas vezes na megaigrejas. É por isso que digo que é como uma droga”.
Ele também afirmou que as mensagens reconfortantes ministradas pelos pregadores destas megaigreja, também é a chave para o sucesso.
“Como é que você vai dominar o mercado? Você lhes dá uma forma genérica de cristianismo que é otimista, emocionante, e edificante.”
Os pesquisadores também descobriram o enorme número de atendentes que contribuem com o sucesso de megaigrejas, em vez de impedi-la. Os recursos utilizados para adquirir a mais alta tecnologia, também ampliam as experiências emocionais para as pessoas que frequentam as igrejas, bem como a capacidade de contratar líderes que são mais qualificados.
Wellman disse: “Isto não é como o revivalismo evangélico. É uma forma nova e híbrida do cristianismo, que é mutante e separada de todas as instituições tradicionais com as quais o cristianismo é geralmente afiliado”.
Wellman também afirmou que as megaigrejas referem-se ao céu e inferno, chamando-os de mundos distantes e sombrios,  e de antiga capela de julgamento de puritanos.
Traduzido e adaptado de goddiscussion

Postado Por José Silva quinta-feira, agosto 23, 2012. em , . Faça um comentário, que ficaremos felizes! .

0 comentários for "Pesquisadores dizem que experiência com Deus ‘é como uma droga’ "

Leave a reply

Obrigado pelo comentário!
Que Deus lhe abençõe!

Gostou! Curta-nos