Headlines
Published On:domingo, 22 de julho de 2012
Postado Por José Silva

Igrejas dinamarquesas estão sendo obrigadas a fazer "casamento" gay


É quase unânime o discurso dos ativistas do Movimento Gay a bravata de que “a rotina dos religiosos não irá mudar em nada. Apenas queremos nossos ‘direitos’ respeitados.”

Esta afirmação é absolutamente mentirosa. Em todo o mundo onde leis similares existem, os religiosos são largamente perseguidos e proibidos de expressarem suas opiniões de maneira livre. Abaixo está mais uma prova e que tais medidas não servem para forçar os religiosos a furarem os olhos e negar seus dogmas mais elementares, pervertendo a religião em favor da agenda do ativismo homossexual.
 
-----------------------------------------
Por Bem Johnson
Copenhagen, Dinamarca – Quinta, 07 de Junho de 2012 – A nação da Dinamarca votou em forçar a Igreja Evangélica Luterana a realizar “casamentos” entre pessoas do mesmo sexo dentro de seus santuários, embora um terço de todas os clérigos das denominações disseram que não iram praticar tais rituais.

O parlamento dinamarquês votou por uma esmagadora margem de 85-24 para obrigar as igrejas a realizar uniões de “casais do mesmo sexo” que são “idênticas” as celebrações dos casamentos heterossexuais. A lei entrou em vigor a partir de 15 de junho de 2012.

Desde 1997, homossexuais podem receber “matrimonio” em uma cerimônia de benção depois dos ofícios regulares da igreja.
 
Sob a nova lei, sacerdotes podem optar por não oficiar o "casamento" por razões teológicas. No entanto, o bispo deve providenciar um substituto. (sacerdote e bispos da Igreja Luterana).
 
O promotor da lei – O ministro da igreja dinamarquesa Manu Sareen, que é agnóstico – chamou o voto de “histórico”. “Eu acho que isto é muito importante para dar a todos os membros da igreja a possibilidade de se casarem”, ele diz.

O Partido Popular Dinamarquês se opôs a legislação. “Matrimônio é tão antigo quanto o próprio homem e não podemos mudar algo tão fundamental”. Disse Christian Langballe, porta-voz do partido.
 
A igreja Evangélica Luterana da Dinamarca é a Igreja oficial do Estado desde 1849.

A aprovação da lei dinamarquesa vem como um alerta a todos os ativistas pró-familia do mundo. A agenda homossexualista ameaça as liberdades básicas de todos os religiosos do ocidente.

A cidade de Hutchinson, Kansas, EUA, recentemente aprovou um estatuto de não-discriminação que obrigaria os locais de culto alugar suas instalações ao público para permitir que as pessoas do mesmo sexo “casem” no local.

“Se uma igreja tem um salão paroquial que aluga para o público geral, eles não podem ‘discriminar’ um casal gay que querem alugar o espaço para uma festa”, como uma cerimônia ou uma recepção de “casamento” gay, declarou um dos defensores da nova regra.

Será que teremos que ver “casamentos gay” oficiados no Cristo Redentor, ou na Igreja da Sé em São Paulo para entendermos que o que realmente esses ativistas querem é oprimir e deformar a fé religiosa de acordo com seus caprichos e fetiches? Dizer que não há conexões entre esta lei dinamarquesa e as atividades que estão acontecendo aqui no Brasil é pura ingenuidade. O socialismo cultural promovido por estes grupos querem destruir a percepção da realidade e reduzir nossos gostos e vontades ao que ordena o Estado. Todas as identidades culturais irão sucumbir e todos seremos obrigados a pensar de acordo com o que o Estado ordena, reduzindo-nos a meros bichinhos num grande “zoológico humano mundial”. Nada mais cruel e desumano.

Fonte: Sentinela Católico / Somente a Verdade
Blog francisco evangelista

Postado Por José Silva domingo, julho 22, 2012. em . Faça um comentário, que ficaremos felizes! .

0 comentários for "Igrejas dinamarquesas estão sendo obrigadas a fazer "casamento" gay"

Leave a reply

Obrigado pelo comentário!
Que Deus lhe abençõe!

Gostou! Curta-nos